Tendinopatia? Veja como tratar!

A Tendinopatia é uma lesão causada pelo excesso de uso dos tendões do pé e tornozelo, seja pela sobrecarga ou por esforço repetitivo. Há formas de prevenir e algumas alternativas de como tratar.

A Tendinopatia acontece quando um ou mais tendões são afetados gerando muita dor, inflamação e até deformidades ósseas quando crônicas. Os tendões são estruturas anatômicas que unem os músculos aos ossos, dando movimento aos mesmos. Portanto, em todo corpo, onde há tendão, pode haver tendinite. No pé e tornozelo não é diferente.

Esse é um problema comum entre pessoas que treinam duro, com sobrecarga dos esforços ou são atletas que aumentam a intensidade ou mudaram o treinamento. Os sintomas incluem dor ao mobilizar o pé e tornozelo, principalmente ao longo do curso do tendão. Pode haver formigamento, pontada ou fisgada devido à inflamação do nervo que o rodeia.

 

LEIA MAIS SOBRE TODAS A CAUSAS E COMO EVITAR A TENDINOPATIA



A tendinopatia pode ser descrita como um espectro de diagnósticos, envolvendo lesões nessas estruturas anatômicas, como: tendinite, peritendinite e tendinose. O termo tendinite, por exemplo, é usado para processos inflamatórios agudos envolvendo a bainha tendínea (membrana que envolve o tendão), enquanto a tendinopatia é o termo mais adequado para descrever quadros de dor crônica nos tendões, acompanhada dos sinais e sintomas já descritos anteriormente.

É importante considerar e tratar as causas extrínsecas e intrínsecas da lesão nos tendões. Os fatores extrínsecos incluem o uso excessivo do tendão, erros frequentes de treinamento, tabagismo, abuso de medicação e uso de sapatos ou outros equipamentos não adequados para a atividade específica. Fatores intrínsecos são: flexibilidade e resistência do tendão, idade do paciente, alterações anatômicas e suprimento vascular.

 

 

COMO TRATAR A TENDINOPATIA

O tratamento deve sempre começar com medidas conservadoras, incluindo a proteção, repouso relativo, gelo, compressão e elevação, medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINE) e analgésicos estão indicados na fase aguda e modalidades de exercício de reabilitação (PRICEMM).


A redução do ritmo das atividades físicas também colaboram bastante, já que diminuem o esforço repetitivo sobre o tendão. Programas de reabilitação que envolvam alongamentos e fortalecimentos e devem ser iniciados precocemente. Fisioterapia, tratamentos com ultrassom e iontoforese e fonoforese também podem ser utilizados.

A compressão médica também é outro fator importantíssimo nos processos de recuperação e tratamento, e nesse sentido a Bauerfeind tem um produto especialmente projetado para atender essa necessidade.

 

Tornozeleira Ortopédica AchilloTrain Pro Tendinopatia

A Tornozeleira Ortopédica AchilloTrain Pro usa a combinação terapêutica de estabilização ao se movimentar com a suave compressão. Um pad interno especial estimula os tecidos acima do calcanhar. A tornozeleira também possui abas dos dois lados para estimular o terço superior do tendão, onde ocorre a inserção no músculo.

 

 

 

 

Ela possui formato anatômico, e é fácil de vestir. Pode ser usada tanto no pé direito quanto no esquerdo, e o tecido com que é confeccionada (malha respirável), aumenta o conforto no uso e mantém a umidade afastada da pele. A órtese é alongada, protegendo a parte superior do pé, aliviando a tensão e a dor.

A AchilloTrain Pro possui bordas suaves com compressão reduzida, o que garante conforto e facilidade ao vestir. O seu comprimento alongado alcança altura para dar melhor suporte à panturrilha, agindo nos músculos, tendões e terminações nervosas da região. E como mencionamos anteriormente, a malha elástica com que é confeccionada, é adaptada ao formato do corpo, além do tecido ser respirável mantendo o suor e a umidade afastados da sua pele.

Todos esses fatores reunidos em apenas uma órtese é o que propicia a estabilidade dos músculos e dos tendões ao mesmo tempo que proporciona um efeito massageador para reduzir dores crônicas, inflamações e irritações.

 






 

 

 

Voltar para o blog