Dor no ciático. Saiba como aliviar a dor!

Você já deve estar tão acostumado a sentir dor nas costas, que deve pensar que é algo normal: só que não é! Sabia que pode ser dor no ciático? Qualquer tipo de dor, é sintoma de que algo não está funcionando como deveria, e por isso é preciso estar sempre atento.

 

A dor nas costas tem uma alta taxa de incidência. Grande parte das pessoas se queixa de algum episódio de dor ou desconforto durante o dia a dia, mas geralmente não associa à possibilidade de ser algo mais grave ou sinal de que é preciso uma investigação mais a fundo. A dor no nervo ciático e nas costas tem uma taxa de incidência de 13%, e mais de 60% da população apresenta alguma queixa desse tipo de dor.

Isso pode ocorrer por fatores físicos e biológicos, mas o sedentarismo, a falta de movimentação e a má postura têm se tornado cada vez mais, um fator decisivo para o aparecimento dessas dores, ainda mais nos tempos pandêmicos que temos vivido.

 


Afinal, o que é a dor no ciático?

A dor no ciático, também chamada de ciatalgia refere-se a uma dor que irradia ao longo do trajeto do nervo ciático. Esse nervo desenvolve uma função muito importante em nosso corpo, ele é o principal responsável pela sensibilidade e controle de diversos membros e músculos, e abrange a parte inferior da coluna até a perna e pé.

 

 

Dor no ciático. Saiba como aliviar a dor!



Trata-se de uma dor muito intensa, às vezes, até mesmo incapacitante, mas que na maioria dos casos há resolução dos sintomas sem a necessidade de intervenção cirúrgica. Apenas em casos mais severos, onde os sintomas se agravam e há perda da força muscular ou alterações intestinais e urinárias é avaliada a necessidade de cirurgia.



Causas da dor no ciático

A causa mais comum para o aparecimento da dor ciática é a hérnia de disco. Entre os idosos, o problema pode decorrer de fatores naturais dos processos degenerativos como a estenose, que nada mais é do que um tipo de estreitamento do canal espinhal. Além disso, quaisquer condições que alterem ou exerçam compressão sobre o nervo ciático, também pode levar à dor.
A dor ciática também pode ser causada por anomalias musculares, como a síndrome do piriforme, que comprime os nervos, tumores ou processos inflamatórios. É preciso estar realmente atento, porque o diabetes, a artrose e inflamações nas articulações, podem causar sintomas semelhantes.

Fatores que aumentam a probabilidade de desenvolver ciática incluem:
• Idade mais avançada;
• Gravidez;
• Estar acima do peso;
• Trabalhos que envolvem torcer as costas ou transportar cargas pesadas;
• Ficar sentado por longos períodos.



Sintomas

Os sintomas da dor no ciático podem variar bastante, principalmente no que se refere ao grau de intensidade da dor e o nível de incômodo que ela promove. Há casos mais leves onde o paciente sente apenas um incômodo superficial , e há casos mais graves onde a dor se apresenta de forma aguda e até mesmo incapacitante. Coisas simples como tossir, permanecer sentado por longos períodos, fazer esforço mesmo que leve, podem agravar a intensidade da dor.

Os sintomas mais comuns da dor no ciático são:

• Dor no fundo das costas que irradia para o glúteo ou uma das pernas;
• Dor nas costas que piora ao sentar-se;
• Sensação de choques elétricos ou queimação no glúteo e/ou perna;
• Fraqueza na perna do lado afetado;
• Sensação de formigamento na perna;



Como aliviar a dor no ciático?

Agora você deve estar se perguntando se é possível aliviar a dor no ciático!
A resposta é sim! Há algumas medidas que você pode tomar para proporcionar alívio. Geralmente, a dor no ciático se resolve de forma espontânea, perdurando por alguns dias ou semanas e depois desaparecendo assim como chegou. E por incrível que pareça é justamente a realização de atividades físicas leves, o fator que ajuda a aliviar os sintomas. Frequentemente associamos sintomas de dor ao repouso, mas neste caso, exercícios leves, alongamentos, natação, hidroginástica, acupuntura e fisioterapia são recursos que podem auxiliar no controle da dor, desde que orientados por um profissional responsável. Medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares também podem ser prescritos durante o tratamento.

Nesses casos, as órteses de imobilização, podem ser grandes aliadas nos processos de alívio das dores e na recuperação.



Como prevenir a dor no ciático?

Não existe uma forma de prevenção que possa ser adotada para impedir o aparecimento da dor no ciático, mas há algumas medidas de proteção da coluna que podem ser adotadas e demonstram ser eficazes:

• Movimento seu corpo – O exercício regular tem a capacidade de fortalecer os músculos posturais, lombares e abdominais, para manter uma postura adequada, sem esforço;
• Escolha uma postura adequada ao sentar-se - Móveis nivelados, cadeiras adequadas, que ofereçam suporte lombar ajudam muito;
• Capriche na hora do descanso - 7 a 8 horas de sono são essenciais para descansar a coluna e hidratar os discos vertebrais;
• Evitar períodos prolongados em pé ou sentado – Mesmo que suas atividades exijam que você permaneça longos períodos na mesma posição, faça pequenas pausas para movimentar-se;
• Insira alongamentos na sua rotina - Exercícios que envolvam alongamento muscular podem ser um grande aliado, pois trabalham a flexibilidade do seu corpo. Porém lembre-se sempre que eles devem respeitar seus limites e, principalmente, serem feitos com orientação de um profissional da área.

 

 

LEIA TAMBÉM SOBRE A HÉRNIA DE DISCO, UMA DAS CAUSAS DA DOR NO CIÁTICO! 

 

 

Fontes:

 

Voltar para o blog